30 músicas de festa junina que vão animar seu arraiá

Escrito por Mariana Bianchini

Está organizando um arraiá para seus amigos, familiares ou conhecidos? Um dos passos mais importantes é selecionar músicas de festa junina para embalar seu evento. Primeiro, defina quais comidas tradicionais você irá servir. Depois, separe brincadeiras e jogos para garantir a diversão. Então, prepare uma playlist incrível para servir como trilha sonora. Confira algumas sugestões abaixo e lembre-se: o objetivo é ser o mais caipira possível!

1. Xote dos Milagres – Falamansa

A música “Xote dos Milagres” faz parte do primeiro CD lançado pelo grupo de forró Falamansa: o Deixa Entrar, de 2000. No ano seguinte, esse álbum se tornou o mais vendido do país, logo depois da música ter sido lançada como single.

“Escuta o meu coração
Que bate no compasso
Da zabumba de paixão
É pra surdo ouvir, pra cego ver
Que este xote faz milagre acontecer”

2. Cai, Cai Balão – Aurora Miranda, Francisco Alves

Escrita em 1933 por Assis Valente, a gravação original de “Cai, Cai Balão” foi feita como um dueto entre os cantores Francisco Alves e Aurora Miranda. Essa foi a primeira música tipicamente junina lançada no Brasil e, hoje, é conhecida por toda a população.

“Cai cai balão, cai cai balão
Aqui na minha mão
Não cai não, não cai não, não cai não
Cai na rua do sabão”

3. Eu Só Quero Um Xodó – Dominguinhos

Em 1967, Dominguinhos conheceu a cantora pernambucana Anastácia, com quem se casou e compôs mais de 200 canções, incluindo “Eu Só Quero Um Xodó”. Gravada pela primeira vez em 1964, a canção já soma mais de 250 regravações em várias línguas, incluindo inglês, holandês e italiano.

“Que falta eu sinto de um bem
Que falta me faz um xodó
Mas como eu não tenho ninguém
Eu levo a vida assim, tão só”

4. Asa Branca – Luiz Gonzaga

De autoria da dupla Luiz Gonzaga e Humberto Teixeira, “Asa Branca” foi escrita e lançada em 1947. A seca do Nordeste brasileiro é o tema da letra dessa música, que se tornou um hino da região.

“Quando oiei a terra ardendo
Qual fogueira de São João
Eu perguntei a Deus do céu, ai
Por que tamanha judiação?”

5. Isso Aqui Tá Bom Demais – Dominguinhos

“Isso Aqui Tá Bom Demais” é a primeira faixa do álbum homônimo de Dominguinhos. Lançada em 1985, pela RCA, os créditos de composição são dados a Dominguinhos e a Nando Cordel. A música tem a participação especial de Chico Buarque na voz.

“Olha, que isso aqui tá muito bom
Isso aqui tá bom demais
Olha, quem tá fora quer entrar
Mas quem tá dentro não sai”

6. Xote da Alegria – Falamansa

“Xote da Alegria” é, sem dúvidas, um dos principais sucessos do Falamansa. A canção faz parte do segundo álbum de estúdio do grupo, lançado em 2001, e foi escrita por Tato, o vocalista.

“Pra que chorar sua mágoa?
Se afogando em agonia
Contra tempestade em copo d’agua
Dance o xote da alegria”

7. Clima de Rodeio – Dallas Country

Essa música fez sucesso em 2002, como trilha sonora do participante Rodrigo no Big Brother Brasil e, a partir disso, conquistou os ouvidos dos brasileiros. “Clima de Rodeio” é uma composição da banda Dallas Country e foi regravada também por Rionegro & Solimões, no ano seguinte.

“A magia está no ar, vejo fogo na arena
O cavalo a selar, isso é coisa de cinema
Uma beca invocada, um pingente no chapéu
Ouço uma oração, sinto um pedaço do céu”

8. Esperando na Janela – Targino Fondim, Manuca Almeida

Composta pelo sanfoneiro e cantor, Targino Gondim, em parceria com Manuca Almeida, o sucesso “Esperando na Janela” foi lançado em 1999 e incorporada à trilha sonora do filme “Eu, Tu, Eles” depois de ter sido descoberta por Regina Casé.

“Por isso eu vou na casa dela ai
Falar do meu amor pra ela vai
Tá me esperando na janela ai ai
Não sei se vou me segurar”

9. Colo de Menina – Rastapé

“Colo de Menina” é um dos maiores sucessos da banda de forró Rastapé, criada pelo Seu Jorge em 1999. A música foi trilha sonora das novelas “As Filhas da Mãe” e “Malhação”.

“E tento sair dessa rotina
Não quero não colo de mamãe
Só quero colo de menina
E pouco a pouco
Conquistar teu coração”

10. O Xote das Meninas – Luiz Gonzaga, Zé Dantas

Gravada originalmente em 1953 por Luiz Gonzaga, essa música é uma composição em parceria com Zé Dantas. Nos anos que se seguiram, vários cantores lançaram suas versões de “O Xote das Meninas”, como Marisa Monte, Neguinho da Beija-Flor, Dominguinhos, Alceu Valença, Gilberto Gil e outros.

“De manhã cedo já tá pintada

Só vive suspirando, sonhando acordada

O pai leva ao doutor a filha adoentada

Não come nem estuda, não dorme nem quer nada

Ela só quer, só pensa em namorar

11. Anarriê – Leandro & Leonardo

Leandro & Leonardo foi uma dupla brasileira de música sertaneja de 1983 até 1998. Em seu 12° álbum de estúdio, lançaram a canção “Anarriê”, composta por Cecílio Nena, Reinaldo Barriga e Lalo Prado. Essa é uma expressão francesa que significa “ir para trás”.

“Anarriê, Anarriê
Tem rojão pra todo lado
E eu no escurinho com você
Anarriê, Anarriê
Morena tome cuidado
Que seu pai não pode ver”

12. Festa do Interior – Moraes Moreira, Abel Silva

“Festa do Interior” é uma composição de Moraes Moreira e Abel Silva que entrou para o CD “Fantasia”, da cantora Gal Costa e foi a música mais tocada nas rádios brasileiras em 1982. Anos depois, em 2002, também apareceu no 25º álbum de estúdio da dupla sertaneja Chitãozinho e Xororó.

“E ardia aquela fogueira
Que me esquenta a vida inteira
Eterna noite sempre a primeira
Festa do interior”

13. Noite de São João – Alceu Valença

“Noite De São João” foi uma composição de Alceu Valença, Ceceu Valença e Dino Gaudêncio Braia para o álbum Forró Lunar, de 2001. A canção foi escrita às 6h da manhã em Olinda, quando Dino e Ceceu voltaram de uma festa e acordaram Alceu para mostrar o projeto.

“Fiz uma prece
Hoje é noite de São João
Tanta saudade já não dá pra segurar
Meu coração tá queimando feito brasa
Ela foi, bateu asas sem dizer se vai voltar”

14. Severina Xique Xique – Genival Lacerda, João Gonçalves

“Severina Xique Xique” é uma das músicas mais famosas do cantor e compositor brasileiro de forró Genival Lacerda. Lançada em 1975, a composição original é de João Gonçalves, mas recebeu alterações de Lacerda.

“Quem não conhece Severina Xique-xique,
que montou uma butique para vida melhorar
Pedro Caroço, filho de Zé Vagamela,
passa o dia na esquina fazendo aceno para ela”

15. Frevo Mulher – Zé Ramalho

“Frevo Mulher” é a última faixa do CD “Zé Ramalho 2”, também conhecido como “A Peleja do Diabo com o Dono do Céu”, lançado em 1979 pela Epic Records. A canção é uma das obras mais tocadas e regravadas do cantor Zé Ramalho.

“É quando o tempo sacode a cabeleira
A trança toda vermelha
Um olho cego vagueia
Procurando por um”

16. Rindo à Toa – Falamansa

Como dito anteriormente, o grupo de forró Falamansa lançou seu primeiro álbum de estúdio em 2000, intitulado “Deixa Entrar”. A primeira música de trabalho do projeto foi a famosa “Rindo à Toa”, uma composição do vocalista Tato que continua, ate hoje, na ponta da língua dos brasileiros.

“Ha ha ha ha ha
Mas eu tô rindo à toa
Não que a vida esteja assim tão boa
Mas um sorriso ajuda a melhorar”

17. Vem, Morena – Luiz Gonzaga, Zé Dantas

“Vem, Morena” é outra grande parceria entre Luiz Gonzaga e Zé Dantas, lançada em 1949. A canção ainda ganhou regravações em vozes famosas, como as de Elba Ramalho, Alceu Valença e Gilberto Gil.

“Vem, morena, pros meus braços
Vem, morena, vem dançar
Quero ver tu requebrando
Quero ver tu requebrar”

18. Pula a Fogueira – Getúlio Marinho, João Bastos Filho

A famosa marchinha junina “Pula a Fogueira” ficou conhecida na voz do cantor brasileiro Francisco Alves, que a lançou em 25 de maio de 1936, mas a composição é de Getúlio Marino e João Bastos Filho.

“Pula a fogueira, iaiá
Pula a fogueira, ioiô
Cuidado para não se queimar
Olha que a fogueira
Já queimou o meu amor”

19. O Sanfoneiro Só Tocava Isso – Geraldo Medeiros, Haroldo Lobo

“O Sanfoneiro Só Tocava Isso” é uma canção junina bastante famosa. Escrita por Haroldo Lobo e Geraldo Medeiros em 1949, ela foi originalmente gravada e interpretada pela cantora Dircinha Batista.

“De vez em quando alguém vinha pedindo pra mudar
O sanfoneiro ria querendo agradar
Diabo que a sanfona tinha qualquer enguiço
Mas é que o sanfoneiro só tocava isso”

20. Chegou a Hora da Fogueira – Lamartine Babo

De autoria de Lamartine Babo e gravada originalmente por Carmen Miranda e Mário Reis, a música “Chegou a Hora da Fogueira” se tornou um clássico das festas juninas.

“Chegou a hora da fogueira
É noite de São João
O céu fica todo iluminado
Fica o céu todo estrelado
Pintadinho de balão”

21. Capelinha de Melão – Alberto Ribeiro, Braguinha

Você sabe de onde vem o nome “Capelinha de Melão”? “Capela” é o nome dado a uma reunião de foliões durante a noite de São João e, no Rio Grande do Norte, essa festa também abriga danças de cânticos juninos em que as dançarinas usam flores melão-de-são-caetano na cabeça. Foi assim que surgiu o título dessa música!

“Capelinha de melão é de São João
É de cravo, é de rosa, é de manjericão
São João está dormindo
Não acorda, não
Acordai, acordai, acordai, João”

22. Festa na Roça – Tonico & Tinoco

“Festa Na Roça” é a canção que começa o álbum homônimo de Tonico & Tinoco, lançado em 2000, e uma das obras de maior sucesso da dupla. Como a letra da música já deixa claro, é impossível não cantar, dançar, pular e chacoalhar ao som dessa moda.

“Festa na roça
É a festa do arraial
O povo canta, dança e pula
Vamos todos chacoalhar”

23. Noites Brasileiras – Luiz Gonzaga

Outro grande sucesso de Luiz Gonzaga e Zé Dantas! Assim como “Asa Branca”, “Noites Brasileiras” tem implícito em sua letra a saudade de sua terra de origem e o desejo de retorno para o Nordeste, afinal, nada é igual, para Dantas e Gonzaga, ao seu saudoso sertão.

“Ai que saudades que eu sinto
Das noites de São João
Das noites tão brasileiras na fogueira
Sob o luar do sertão”

24. Sonho de Papel – Alberto Ribeiro

Essa música é conhecida por alguns como “Sonho de Papel” e por outros como “Um Balão Vai Subindo”. Composta por Alberto Ribeiro, foi gravada e lançada na voz de Carmen Miranda em 10 de maio de 1935.


“E um balão vai subindo
Vem caindo a garoa
O céu é tão lindo
E a noite é tão boa
São João, São João
Acende a fogueira no meu coração”

25. Lá Vem a Rita – Haroldo Lobo, Milton Oliveira

Essa composição de Haroldo Lobo e Milton Oliveira foi interpretada por Pixinguinha e Sua Banda. A letra fala sobre uma moça bonita chamada Rita, que namora o delegado da cidade.

“O delegado quer cantar no dia de São Pedro
E a Rita quer cantar no São João
O delegado diz que vai soltar foguete,
E a Rita diz: foguete não”

26. São João de Todos os Tempos – Mastruz com Leite

Mastruz com Leite é uma banda brasileira de forró, lá de Fortaleza. Em 2018, lançaram o álbum “São João de Todos os Tempos”, que começa com uma música homônima sobre as festas de São João.

“Nem é o som do vento
Nem estrondo do trovão
É o roncado da sanfona
Me chamando pro São João”

27. Quadrilha Brasileira – Gerson Filho, José Maria Aguiar

Em maio de 1997, a cantora e apresentadora infantil Xuxa lançava o álbum “Arraiá da Xuxa” pela gravadora Som Livre. A primeira faixa do álbum se chama “Quadrilha Brasileira, mas ficou conhecida por muitos como “Quadrilha da Xuxa”. Ainda, a canção é de autoria de Gerson Filho e José Maria Aguiar.

“Eu quero ver, eu quero ver
A turma toda pular
Quero ver poeira levantar
É a quadrilha da Xuxa que chegou no arraiá
Quero ver poeira levantar”

28. Antônio, Pedro e João – Benedito Lacerda, Oswaldo Santiago

Você já deve ter ouvido uma canção tradicionalmente junina que fala sobre a filha de João, que ia casar com Antônio, mas decidiu fugir com Pedro na hora de ir pro altar. Escrita por Benedito Lacerda e Oswaldo Santiago, a canção “Antônio, Pedro e João” se tornou figurinha obrigatória nos arraiás brasileiros.

“Com a filha de João, Antônio ia se casar
Mas Pedro fugiu com a noiva na hora de ir pro altar
A fogueira está queimando
E um balão está subindo
Antônio estava chorando
E Pedro estava sorrindo”

29. Isto É Lá Com Santo Antônio – Lamartine Babo

“Isto É Lá Com Santo Antônio”, assim como a famosa “Chegou a Hora da Fogueira”, é uma composição junina de Lamartine Babo e ganhou vida na voz da eterna Carmen Miranda. Por muitos, a faixa também é conhecida como “Matrimônio, Matrimônio”.

“Eu pedi numa oração
Ao querido São João
Que me desse um matrimônio
São João disse que não
São João disse que não
Isto é lá com Santo Antônio”

30. Noites de Junho – Braguinha

Essa canção vai encher seus ouvidos de nostalgia. “Noites de Junho” fala sobre os balões juninos tão tradicionais e importantes para as festas de São João. A canção é do carioca Braguinha, considerado o compositor de carreira mais longa no Brasil, com mais de 400 músicas gravadas.

“Balão do meu sonho dourado
Subiste enfeitado cheinho de luz
Depois as crianças tascaram,
Rasgaram teu bojo de listas azuis”

Já escolheu suas canções favoritas? Além dessa lista incrível de músicas, confira também uma seleção de brincadeiras de festa junina que podem deixar seu arraiá ainda mais divertido!